Epidemiologia dos Tumores Odontogênicos Benignos – revisão de literatura
Full Text (PDF)

Keywords

Tumores Odontogênicos
neoplasias da cabeça e pescoço
epidemiologia

How to Cite

Maia, S. Éberson da S., Cardoso, L. I. S., Barbosa, T. C. V., Silva, K. R. V. da, & Moreira, T. C. A. (2022). Epidemiologia dos Tumores Odontogênicos Benignos – revisão de literatura. Europub Journal of Health Research, 3(4 Edição Especial), 762–771. Retrieved from https://ojs.europubpublications.com/ojs/index.php/ejhr/article/view/500

Abstract

Os tumores odontogênicos elencam um grupo heterogêneo e complexo de patologias com diferentes manifestações clínicas e histológicas, em sua grande maioria são neoplasias benignas resultantes da proliferação de células dos tecidos da odontogênese. Objetivo: realizar uma análise de prevalência dos principais tumores benignos do complexo maxilofacial tendo como base a nomenclatura atual da OMS por meio de uma revisão de integrativa da literatura. Metodologia: este trabalho configura-se como uma revisão integrativa da literatura, o acervo bibliográfico é formado por uma amostra de conveniência de artigos indexados nas bases do PUBMED (Public Medline) e SCIELO (Scientific Electronic Library Online) publicados a partir de 2015, nos idiomas inglês e português. Resultados: de acordo com a análise dos 15 artigos evidenciou-se que o gênero masculino é o mais acometido por tumores odontogênicos em uma proporção de até 3:1 em ralação ao gênero feminino, tendo a mandíbula como o sítio anatômico mais afetado por estas lesões, com relação a idade observou-se que a terceira e quarta década de vida são as faixas etárias mais comuns no momento do diagnóstico dos tumores, sendo o tumor de maior prevalência de acordo com os estudos, o Ameloblastoma. Conclusão: de acordo com a pesquisa podemos concluir que os tumores odontogênicos se apresentam como um grupo heterogêneo de lesões, sendo o Ameloblastoma o tumor odontogênico benigno de maior prevalência na literatura.

Full Text (PDF)