Uso de plantas medicinais por mulheres em hormonioterapia no agreste pernambucano
Full text (PDF)

Keywords

antagonistas de hormônios
antineoplásicos
fitoterapia
plantas medicinais
Neoplasias da mama

How to Cite

da Silva, I. A., Torres , S. B., & Cabral, A. G. S. (2022). Uso de plantas medicinais por mulheres em hormonioterapia no agreste pernambucano. Europub Journal of Health Research, 3(4 Edição Especial), 340–355. Retrieved from https://ojs.europubpublications.com/ojs/index.php/ejhr/article/view/219

Abstract

Desde os primórdios da humanidade se faz utilização das plantas medicinais com fins terapêuticos. Contudo, o conceito de “natural”, contribui para concepção popular e errônea de que plantas medicinais não exercem mal algum. Esse estudo buscou analisar o uso de plantas medicinais por mulheres em hormonioterapia no Agreste Pernambucano. Neste contexto, foram entrevistados 96 mulheres com câncer de mama em tratamento de hormonioterapia, no Agreste de Pernambuco, por meio de questionários avaliativos enfatizando características socioeconômicas e dados referentes à utilização de plantas medicinais. Com isso, evidenciou-se que 69,80% da população estudada faz uso de plantas medicinais. A maioria das mulheres entrevistadas compartilham a opinião inverídica de que plantas medicinais não ocasionam prejuízos, à vista disso não buscam informações sobre o assunto. Sendo assim, observa-se que é necessário mais profissionais especializados para orientação sobre o risco de reações adversas e interações medicamentosas no que se refere ao uso de espécies vegetais e a terapêutica oncológica.                                                      

Full text (PDF)