Doenças do lobo frontotemporal: dificuldades de aprendizado
PDF (Português (Brasil))

Keywords

neurociência
comportamento humano

How to Cite

Carvalho, L. F. C., Kostic , V., & Rodrigues, F. de A. A. (2023). Doenças do lobo frontotemporal: dificuldades de aprendizado. Cuadernos De Educación Y Desarrollo, 15(4), 3872–3886. https://doi.org/10.55905/cuadv15n4-047

Abstract

A compreensão de uma nova ideia pode ser uma tarefa difícil para o ser humano devido aos preconceitos instaurados ao longo dos anos de sua vida. Grandes cientistas e filósofos buscam desde a Grécia antiga descrever o motivo do ser humano se prender a estas ideias com grande repulsão às inovações, logo, este estudo propõe por meio de revisão bibliográfica o entendimento dos meios fisiológicos dos lobos frontal e temporal que levam a dificuldade de assimilação de novas ideias. O ser humano ao longo da evolução desenvolveu a capacidade cerebral de estimulação por meio de “recompensas” envolvendo o neurotransmissor dopamina, sendo liberado ao realizar tarefas, porém quando ocorre a falta deste estímulo, ou a sua busca constante pode acarretar diversos distúrbios de personalidade, como o transtorno narcisista e histriônico e doenças crônicas como a depressão. Estudos propuseram a característica da neuroplasticidade ligada ao aprendizado onde o déficit das neurotrofinas, que auxiliam na neuroplasticidade, podem induzir o aparecimento de doenças e a atrofia nas regiões frontal e temporal do cérebro podem prejudicar a capacidade da pessoa em controlar suas emoções e impulsos, afetando também a tomada de decisões adequadas onde as memórias consolidadas durante os anos podem influenciar na dificuldade em mudar os padrões de comportamento.

https://doi.org/10.55905/cuadv15n4-047
PDF (Português (Brasil))

References

BOCAYUVA, Izabela. A ATUALIDADE DOS MITOS PRESENTES NA OBRA DE PLATÃO. Archai, Brasília, n. 13, p. 115-120, 2014. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14195/1984-249x_13_12. Acesso em: 27 abr. 2023.

CUNHA, Andréa Mendonça Gusmão et al. Manual de farmácia 1: farmacologia. 2ª edição. ed. Salvador / Ba: Sanar Saúde, 2020. 268 p.

GALDOS, Mariana et al. Identifying at-risk states beyond positive symptoms: a brief task assessing how neurocognitive impairments impact on misrepresentation of the social world through blunted emotional appraisal. Revista Brasileira de Psiquiatria, v. 33, n. 2, p. 175-196, out. 2011. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1516-44462011000600005. Acesso em: 28 abr. 2023.

GALVÁN, Adriana. Neural plasticity of development and learning. Human Brain Mapping, California, v. 31, n. 6, p. 879-890, 27 abr. 2010. Disponível em: https://doi.org/10.1002/hbm.21029. Acesso em: 28 abr. 2023.

KURZ, Alexander et al. Frontotemporal lobar degeneration: current perspectives. Neuropsychiatric Disease And Treatment, Colombia, v. 10, p. 297-310, fev. 2014. Disponível em: http://dx.doi.org/10.2147/ndt.s38706. Acesso em: 27 abr. 2023.

Lillo Z, Patricia; Leyton M, Cristián. DEMENCIA FRONTOTEMPORAL, CÓMO HA RESURGIDO SU DIAGNÓSTICO. Revista Médica Clínica Las Condes, v. 27, n. 3, p. 309-318, maio 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.rmclc.2016.06.005. Acesso em: 28 abr. 2023.

NIETO, Rodrigo et al. BDNF and Schizophrenia: from neurodevelopment to neuronal plasticity, learning, and memory. Frontiers In Psychiatry, v. 4, n. 45, p. 1-11, 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.3389/fpsyt.2013.00045. Acesso em: 28 abr. 2023.

PLOMIN, Robert et al. Genética do comportamento. 5. ed. Porto Alegre - Rs: Artmed, 2011. 480 p. Disponível em: https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788536325378/. Acesso em: 28 abr. 2023.

SAES, Beatriz de Lima. PSICOLOGIA CIBERNÉTICA: a responsabilidade do direito na regulamentação desta arma social. 2022. 32 f. TCC (Graduação) - Curso de Direito, Universidade São Judas Tadeu, São Paulo, 2022. Disponível em: https://repositorio.animaeducacao.com.br/bitstream/ANIMA/29375/1/tccsaes5.pdf. Acesso em: 28 abr. 2023.

SCHMITT, Andrea et al. Estudos transcriptômicos no contexto da conectividade perturbada em esquizofrenia. Archives Of Clinical Psychiatry (São Paulo), São Paulo, v. 40, n. 1, p. 10-15, 11 dez. 2012. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/s0101-60832012005000001. Acesso em: 28 abr. 2023.

SOUZA, Karlla; CUNHA, Mônica Ximenes Carneiro da. Impactos do uso das redes sociais virtuais na saúde mental dos adolescentes. Revista Educação, Psicologia e Interfaces, Alagoas, v. 3, n. 3, p. 204-2017, 26 dez. 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.37444/issn-2594-5343.v3i3.156. Acesso em: 28 abr. 2023.

TEIXEIRA-JR, A. L., & SALGADO, J. V.. . Demência fronto-temporal: aspectos clínicos e terapêuticos. Revista De Psiquiatria Do Rio Grande Do Sul, 28(1), 69–76. 2006 https://doi.org/10.1590/S0101-81082006000100009 Disponível em: https://www.scielo.br/j/rprs/a/TnFySsgt58jbFxHX8xC6ghq/?lang=pt# Acesso em: 29 de abr. 2023.

TORRALVA, Teresa; MANES, Facundo. Funciones Ejecutivas y Trastornos del Lóbulo Frontal. Revista de Psicología, v. 1, n. 2, p. 1-18, 2006. Disponível em: https://repositorio.uca.edu.ar/handle/123456789/6236. Acesso em: 28 abr. 2023.